domingo, 5 de dezembro de 2010

Salvação

* A Amanda












Naquele tempo, a Salvação entrou no mundo
Na forma de um Menino,
Por meio de uma Mulher.
Naquele dia, a Salvação entrou no meu mundo
Na forma de um Menino,
Por meio de uma mulher.

Naquele tempo, o Menino cresceu
Apareceu, pregou, curou, transformou, renovou,
Amou! E por amor, se entregou
Numa Cruz pereceu
E numa Luz renasceu
Para nunca mais perecer
O Menino chamado Amor.

A partir daquele dia, o Menino cresceu,
Apareceu, caminhou, curou, transformou, renovou
Nas asas de uma borboleta se confirmou
De uma Cruz nasceu
Em sua Luz se fortaleceu
Para nunca mais perecer
O Menino chamado Amor.

Hoje, o Menino adulto
Nos conduz nos caminhos do namoro maduro
Dando à mulher, sua genitora, a graça de ser Maria
E a mim, o pai adotivo, a graça de ser José.
E a esta mulher, presente do Menino,
Companheira para toda uma vida,
Dedico uma imensidão de agradecimentos.

E dessa lista interminável de obrigados,
Respeitando a cronologia dos fatos,
Escrevo a ladainha abaixo:

Obrigado por ser desconhecida,
Obrigado por ser conhecida,
Obrigado por ser amiga,
Obrigado por ser caminhante,
Obrigado por ser borboleta,
Obrigado por ser namorada,
Obrigado por ser Maria,
Obrigado por ser Jesus,
Obrigado por ser Salvação,
Obrigado por ser amada,
Obrigado por ser Amanda.

2 comentários:

  1. Obrigado, Priscilla!
    Coisas do Coração! Coisas de Deus!
    Que Ele te abençoe!

    ResponderExcluir