segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Luta

Chamo-me Dom Fulano de La Mancha, o mais excêntrico cavaleiro do Exército de Vossa Alteza! Afamado. Calejado na Divina Arte de derrubar Gigantes! E eis-me aqui, cansado, esbaforido, para pedir-Te: Retirai de mim estas manchas, Senhor! Apartai de mim este sobrenome manchado. Soprai da minha frente estes estranhos gigantes que insistem em triturar minhas esperanças!

Ajudai-me, oh Santo Escudeiro! Os Sanchos se foram, engolidos pelas páginas amareladas dos velhos livros, devoradas pelas traças da realidade. E agora, estes terríveis insetos voltam-se a mim, querendo engolir minhas páginas tão cheias de lutas, consideradas irreais por este mundo louco.

Vou seguindo a pé, Senhor, pois meu pobre alazão também me deixou. E sigo ainda vestido com a Armadura que me deste, apesar desta estar também manchada: Encouraçado de Justiça, cingido com a Verdade, calçado para anunciar o Evangelho pelos mais distantes reinos. Na mão esquerda, o escudo da Fé, na mão direita, a lança do Espírito. E na cabeça, o capacete da Salvação.

Retirai de mim estas manchas, Senhor, mais uma vez peço-Te! E impulsionai-me adiante, oh Brisa suave soprada pelos Santos Lábios, provinda dos Puros Pulmões que enchem e secam sem cessar, em favor da Redenção da Humanidade, neste profundo e contínuo suspiro de Amor, para que eu vença a luta de todas as lutas, a conquista do Céu!

4 comentários:

  1. Oi irmão que outra bela inspiração. Parabéns!

    Peço que corrija um link para minha página: Joezil Poesias, antes era joezilpoesias.wordpress.com agora é joezilpoesias.blogspot.com

    Obrigado

    Que Jesus e Maria te abençoe

    ResponderExcluir
  2. Já corrigido, meu irmão!

    Que Deus te abençoe!

    ResponderExcluir
  3. MARAVILHOSO...sou seu fã...vc sabe

    ResponderExcluir
  4. Olá, meu irmão! Bendito seja Deus por todas as coisas! Louvado sejas!

    ResponderExcluir